Câncer de Pele

Câncer de Pele: Proteja sua Pele no Verão

By 13 de janeiro de 2021 No Comments

Câncer de Pele: Proteja sua Pele no Verão - Dr. F. Felipe Laitano - Cirurgia Plástica em Porto Alegre

O câncer de pele é a neoplasia mais comum no Brasil, sendo diagnosticado a cada ano 180 mil novos casos segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). O câncer de pele se caracteriza pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele, sendo classificado de acordo com a camada acometida.

Os tipos mais comuns são o carcinoma basocelular e o espinocelular, que também são os menos agressivos. Por outro lado, o tipo mais raro é o melanoma, que é o mais agressivo podendo provocar metástases (disseminação para outros órgãos).

Câncer de Pele: Proteja sua Pele no Verão

O sol é, na maioria das vezes, o grande vilão, já que a maioria dos tumores de pele surgem em áreas expostas aos raios solares em pessoas com mais de 40 anos. Além do sol, há outros fatores que causam o surgimento de câncer de pele, como feridas crônicas (que não cicatrizam) e a radiação.

Câncer de Pele: Sintomas

Alguns sinais e sintomas que devem chamar a atenção para suspeita de câncer de pele são:

  • Uma lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente;
  • Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho;
  • Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Câncer de Pele: Diagnóstico

O diagnóstico do câncer de pele é feito através do exame clínico. A “Dermatoscopia” é um exame realizado pelo dermatologista que consiste em usar um aparelho para visualizar as camadas da pele não vistas a olho nu.

A biópsia é indicada para a confirmação diagnóstica do câncer de pele. O material coletado deve ser encaminhado para o laboratório de anatomia patológica que emitirá o laudo.

Câncer de Pele: Tratamento

A grande maioria dos cânceres de pele não melanoma são tratadas apenas com uma cirurgia para a excisão (retirada) do tumor, resultando em cura na maioria das vezes.

O câncer de pele melanoma é tratado de acordo com o estadiamento do tumor, podendo ser indicado, além de cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia.

Câncer de Pele: Prevenção

Algumas medidas de prevenção indicadas pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) são:

  • Usar chapéuscamisetasóculos escuros e protetores solares;
  • Cobrir as áreas expostas com roupas apropriadas, como uma camisa de manga comprida, calças e um chapéu de abas largas;
  • Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16 horas;
  • Na praia ou na piscina, usar barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As barracas de nylon formam uma barreira pouco confiável: 95% dos raios UV ultrapassam o material;
  • Usar filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer ou de diversão. Utilizar um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo. Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre. Ao utilizar o produto no dia a dia, aplicar uma boa quantidade pela manhã e reaplicar antes de sair para o almoço;
  • Observar regularmente a própria peleà procura de pintas ou manchas suspeitas;
  • Manter bebês e crianças protegidos do solFiltros solares podem ser usados a partir dos seis meses;
  • Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo.

Agende sua Avaliação

Agende agora mesmo a sua avaliação preenchendo o formulário de contato ao lado ou pelos telefones (51) 3339.2255(51) 3339.2033 e (51) 99806.2154.

Leave a Reply