MamasSimastia

O que é Simastia

By 24 de novembro de 2020 No Comments

O que é Simastia - Dr. F. Felipe Laitano - Cirurgia Plástica em Porto Alegre

Leia o nosso post para tirar todas as suas dúvidas sobre simastia.

O que é Simastia?

A simastia é a união das duas mamas na região pré-esternal. É como se as duas mamas fossem uma só, não existindo o sulco entre elas.

Quais os Tipos de Simastia?

A simastia pode ser congênita (de nascença) ou adquirida (após uma cirurgia nas mamas).

Simastia Congênita

Na forma congênita, a mulher já nasce com esta condição, que se torna aparente quando as mamas começam a se desenvolver e crescer. Geralmente é mais perceptível em pacientes com mamas grandes. Devido a um acúmulo de tecido gorduroso e glandular na região esternal e, no sulco mamário, há uma ponte unindo os seios. Não existe uma causa específica e na maioria das vezes não é transmitida para as filhas. Nos casos mais leves a simastia pode ser discreta e não interferir no dia a dia. Nos casos em que houver um dano estético presente o tratamento é cirúrgico, existindo várias técnicas para a correção, dependendo de cada caso.

Simastia Adquirida

A simastia adquirida ocorre principalmente como complicação da colocação de implante de silicone, ou, menos comumente, após um trauma ou queimadura. Quando a prótese de silicone é muito larga com relação ao tórax ou quando ela, mesmo que de tamanho adequado é mal posicionada na mama devido a um descolamento excessivo na região do esterno, temos uma simastia.

A simastia adquirida, ou iatrogênica, pode ainda ser dividida em monocapsular, quando os implantes de silicone estão em contato um com o outro no meio da mama ou bicapsular, quando as prótese estão em lojas (espaços) diferentes.

O tratamento da simastia adquirida após implante de silicone é sempre cirúrgico e na maioria das vezes muito complexo. Diversas técnicas e táticas podem ser necessárias para conseguir um correto posicionamento da prótese e criação do sulco intermamário. Devido a complexidade da cirurgia, é muito importante escolher um cirurgião plástico experiente que domine as mais diversas técnicas de reconstrução mamária.

Existe Como Evitar a Simastia?

A simastia congênita não, porque é uma condição com a qual se nasce. A simastia adquirida, como o nome diz, pode sim ser evitada. O primeiro passo é escolher um cirurgião plástico habilitado para realizar a cirurgia e na consulta pré-operatória ouvi-lo quanto aos limites do tamanho máximo do implante possível baseado nas medidas e formato do seu tórax. Além disso, deve-se realizar os curativos e tomar os cuidados pós-operatórios conforme orientado pelo médico cirurgião. Não deixe de usar o sutiã cirúrgico, ele é fundamental no seu pós-operatório.

Agende sua Avaliação

Agende agora mesmo a sua avaliação preenchendo o formulário de contato ao lado ou pelos telefones (51) 3339.2255(51) 3339.2033 e (51) 99806.2154.

Leave a Reply